1. Transmissão Feirão Black Week – Aracaju (parte 3)
  2. Mustang Mach-E nasce como SUV 100% elétrico e esportivo da Ford
  3. Transmissão Feirão Black Week – Aracaju (parte 2)
  4. BMW traz terceira geração do Série 1 para o Brasil a partir de R$ 174.950
  5. Audi inicia pré-venda do novo Q3 no Brasil a partir de R$ 179.990
  6. Transmissão Feirão Black Week – Aracaju (parte 1)
  7. Encontro Nordestino de Fuscas reúne mais de 120 veículos em Maceió; veja fotos
  8. Toyota Corolla XEI 2.0 flex automático 2019
  9. Nova Hilux V6 chega com motor a gasolina de 234 cv de potência
  10. Fiat Toro Ultra chega em dezembro por R$ 164.990
  11. Alagoas ganha primeira concessionária Volvo
  12. Já é possível renovar a carteira de habilitação sem ir ao Detran; veja como
  13. Novo Volkswagen Golf GTE chega com novo conceito de mobilidade elétrica
  14. Black Week: saia de carro novo pagando o melhor preço; confira
  15. Chevrolet Bolt, o elétrico da marca, chega ao Brasil por R$ 175 mil
  16. Nissan Tiida SL 1.8 Flex Automático 2013
  17. Venda de veículos novos sobe 9% em outubro: confira os campeões
  18. Nissan Frontier ganha acessórios que facilitam a vida dos condutores
  19. Volkswagen Fox 1.0 Total Flex 2016
  20. PSA Group e FCA juntam forças e se tornam quarta maior montadora do mundo
  21. Mão na massa #02 – Renegade é na Seminovos Movida.
  22. Falando do Carango #01 O começo
  23. Honda Accord será o primeiro híbrido da marca no Brasil
  24. Saiba como fazer seu carro poluir 50% menos e ainda economizar gasolina
  25. Dodge Dart completa 50 anos de lançamento no Brasil
  26. Como fazer o carro usado valer até R$ 5 mil a mais na hora da venda
  27. Aviso Importante CARANGO
  28. Ford faz parceria com Volkswagen e Amazon para rede abastecimento de carros elétricos
  29. Novo Hyundai Santa Fe chega ao Brasil custando quase 300 mil reais
  30. Argo Trekking automático com motor 1.8 será lançado em novembro pela Fiat
  31. Levou multa de trânsito? Conheça o aplicativo que garante desconto no pagamento
  32. Toyota Hilux SRX 2.8 Diesel 4×4 2018
  33. DEMO PITSTOP CARANGO
  34. Convite PITSTOP CARANGO
  35. Mão na Massa #01
  36. Carros movidos por gasolina podem ser proibidos no Brasil em 2060
  37. Mais vendidos em Alagoas: Onix lidera antes da chegada da nova geração
  38. Chevrolet Spin LTZ 1.8 2017
  39. Chevrolet Classic LS 1.0 2013
  40. Jeep Compass Longitude 2.0 16V Diesel 2018
  41. Volkswagen Cross Up 1.0 TSi 2018
  42. Mitsubishi Outlander 2.0 2016
  43. Toyota Prius Híbrido 1.8 2016
  44. Renault Captur Intense 2.0 2018
  45. Volkswagen Fox Trendline 1.6 2018
  46. Fiat Argo Drive 1.3 2019
  47. Hyundai HB20S Ocean 1.6 2017
  48. Honda CBR 600 RR 2008
  49. Fiat convoca proprietários de Argo, Cronos e Mobi para recall na direção
  50. Volkswagen T-Cross aparece de surpresa em Alagoas: Veja vídeo e fotos
  51. Toyota vai produzir no Brasil primeiro veículo híbrido com motor flex do mundo
  52. Top 50: os carros mais vendidos em 2018
  53. IPVA 2019 tem desconto de 10% até o dia 28 de fevereiro
  54. FLAGRA DO T-ROC CABRIOLET: O SUV DO VW GOLF VAI TER VERSÃO CONVERSÍVEL
  55. QUER VENDER SEU CARRO? 3 DICAS PARA FAZER SEU USADO VALER MAIS NA HORA DA REVENDA
  56. TESTE: JEEP RENEGADE REESTILIZADO MUDA QUASE NADA E RECEBE SÓ UM BOTOX PARA SEGUIR FORTE NA DISPUTA DOS SUVS
  57. BMW X7: SUV É GIGANTE, CARO, LUXUOSO E TEM FAROIS DE LASER
  58. REVELADO: NOVO CHEVROLET PRISMA APARECE NA CHINA

O primeiro automóvel da Dodge produzido no Brasil, o Dart, completa 50 anos desde o seu lançamento aqui no Brasil. E, de acordo com o catálogo na época em que foi lançado, o modelo esbanjava velocidade, potência e desempenho.

O modelo foi apresentado pela primeira vez aos brasileiros em outubro de 1969 como o belo sedã de quatro portas que saía da linha de montagem da Chrysler do Brasil S.A., em São Bernardo do Campo (SP). O modelo seguia a linha do que era fabricado e vendido nos Estados Unidos, algo então raro e que continuaria sendo na indústria pelas três décadas seguintes, pelo menos.

Além de possuir o título de maior em deslocamento volumétrico, com 5.212 cm³ ou 318 polegadas cúbicas, o motor V8 do Dodge Dart era o mais forte do país, gerando potência de 198 cv a 4.400 rpm e torque de 41,5 kgfm a 2.400 rpm. Nessas configurações, o modelo era capaz de fazer de 0 a 100 km/h em 12 segundos.

Inicialmente, o câmbio era manual de três marchas. A alavanca ficava na coluna de direção, dando espaço para um banco inteiriço na frente, para três pessoas, totalizando seis ocupantes.

Alguns dos itens do do modelo merecem destaque como o quadro de instrumentos completo, incluindo hodômetros total e parcial, relógio elétrico e indicadores de pressão do óleo, carga da bateria, nível do combustível e temperatura do motor. Também impressionavam detalhes a exemplo de uma luz que acendia em volta do miolo da ignição por 20 segundos após a abertura da porta, para ajudar o motorista a inserir a chave no escuro, e as luzes de cortesia no porta-luvas, porta-malas e compartimento do motor.

Evoluções

Até 1981, o Dodge Dart não apenas foi evoluindo como gerou modelos derivados, que somaram 93.008 unidades produzidas. Os últimos exemplares feitos no ABC paulista foram também os últimos no mundo dessa geração, pois a produção nos EUA e México havia sido encerrada em 1976. Abaixo, alguns marcos importantes na linha do tempo brasileira do “Dodjão”, como foi carinhosamente apelidado:

1969 – Em outubro, chega ao mercado o Dodge Dart, já como modelo 1970, apenas com carroceria de quatro portas. Motor era o V8 de 5,2 litros, o único que impulsionou o Dart em toda sua trajetória no país.

1970 – Lançamento em outubro da versão Coupé, de duas portas e estilo mais arrojado, sem as colunas centrais e com as colunas traseiras mais inclinadas.

1971 – A carroceria do Dart Coupé foi a base para os esportivos Charger LS e R/T, ambos com versões mais fortes do V8, de até 215 cv. A direção hidráulica e o câmbio automático passam a ser oferecidos como opcionais.

1973 – Com mais de 18 mil unidades vendidas, esse foi o melhor ano do Dart no mercado nacional. As mudanças feitas na linha 1973 foram as maiores até o momento, com nova grade dianteira, quadro de instrumentos redesenhado e o surgimento de duas versões mais refinadas: Gran Coupé e Gran Sedan.

1978 – Ao final do ano, a linha 1979 trouxe as maiores modificações na história do modelo. O Dart recebeu dianteira e traseira iguais às usadas nos últimos anos de produção nos EUA. Já as versões de topo como Magnum (duas portas), Le Baron (quatro portas) e Charger ganharam uma frente inteiramente nova, desenvolvida no Brasil pelo designer Celso Lamas. O Charger trazia as primeiras rodas de alumínio de um automóvel brasileiro de série, enquanto o Magnum tinha como opcional outra novidade no país: teto solar com comando elétrico.

1981 – São montados os últimos modelos da linha Dodge no Brasil – complementada pelo médio Polara e por picapes e caminhões. A Chrysler do Brasil havia sido comprada dois anos antes pela Volkswagen AG, que decidiu encerrar as atividades da Dodge, apesar de haver prometido o contrário logo após a aquisição. A fábrica de São Bernardo foi usada pela marca alemã para iniciar a operação da VW Caminhões.

 

Autor: Jorge Moraes

Tags: ,,,,,

Relacionado

0 Comentários

Deixe um comentário

Comentários

    Categorias